Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

 

Acordei. Descalcei os sapatos, e voltei a dormir. Dormi 9 horas seguidas. A merda é que agora não encontro mais o que estava a escrever neste filho-da-puta do meu computador. Bom, tudo bem, em dois minutos a semana acaba. E não é difícil saber por onde começar. Um blog como este, diria La Rouchefoucauld, é sempre uma derrota de todos. Eu digo que não. Mas a minha credibilidade nestas coisas é, admito, suficiente para atolar qualquer iniciativa nos próprios louros. Enfim.

 

Que cada um tome nota no seu caderninho de erros: o pátio da casa da minha tia é um morrinho mais ou menos ajardinado que eu, sem nenhuma capacidade de diferenciação, subi e desci muitas vezes, e que a partir de hoje por muitas e boas razões (vide 12 Angry men, de Sidney Lumet) não subirei nem descerei mais. Eu sei. Há fracassos que não se entendem.

 

Peor

despesadiaria às 15:26
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014