Sábado, 21 de Junho de 2014

 

vai ver-te ao espelho logo de manhã

e passa depressa a lâmina pela cara

que não vais querer que te olhem assim no trabalho

 

a camisa que te ofereceram no natal passado

cai-te bem sobre o tronco magro

mas o nó da gravata lembra-te tem de ficar bem apertado

 

não percas este metro

e sente o cotovelo que te magoa as costas

a mão que não sabes de onde a afagar-te a nádega

 

vá deixa de ser desconfiado

ninguém te vai roubar a carteira

quando muito atrás de ti há uma septuagenária

com pensamentos de solteira

 

mantém a compostura e esse sorriso bem educado

tu és poeta para se levar a sério

e eis-te aqui épico entre o campo grande e o chiado

 

não importa se lá fora

a cidade é indiferente ao destino que tens traçado

 

o que importa é garantir

que a gravata não fique um pouco de lado

 

- azeite

despesadiaria às 09:22
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014