Quarta-feira, 30 de Julho de 2014


manual de iniciação ao tédio

nunca sei o que escrever. acontece-me amiúde ultimamente. deve ser da idade. chego aqui cheio de ideias, que a idiotaria não passa com a idade. mas depois abro isto e nunca sei o que escrever. como quando abrimos o frigorífico e ficamos especados a olhar sem saber o que íamos buscar (o george carlin fala sobre isso). acabo por apanhar sempre a garrafa de água, para não fazer figura de parvo perante o homem invisível (o george carlin também fala sobre isso). acontece-me o mesmo com estes textículos. eu tenho a certeza que vinha aqui, passada firme, para apanhar uma cerveja fresquinha (ou seria chocolate?). mas acabo a escrever o equivalente literário à água que se bebe sem sede. 

um tal de joão gaspar

despesadiaria às 07:30
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014