Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

 

O amor é uma desculpa para tudo

 

Sabem quando acham que tiveram uma grande ideia e investem nela tudo quanto possuem?
É assim, quando as coisas começam a correr mal, os avisos dos amigos transformam-se em "bocas" de invejosos, as evidentes deficiências de concepção e/ou implementação são afinal idiossincrasias fundamentais, insusbtituíveis e "que adoramos", e os primeiros insucessos são imediatamente atribuídos à má fortuna ou a teorias da conspiração e da incompreensão. Tentamos sempre uma outra vez, mais uma vez, agarrados a uma esperança infantil qualquer. E quando, por sorte ou força de vontade, tomamos consciência do erro em que incorremos, é muitas vezes demasiado tarde para o reverter.

Nunca é demasiado tarde? Deixem-me rir. Todas as teorias sobre como fazer amigos e influenciar pessoas, ou o que nos dias de hoje passa por sucesso individual, omitem o factor tempo por conveniência argumentativa. O tempo é entropia, e estabelece momentos apartir dos quais é necessária demasiada energia para, ou em que é mesmo impossível de todo, voltarmos atrás.

Ora, o amor é tal e qual uma grande ideia, e o texto que eu queria publicar em vez deste também era. 

 

r0w74g

despesadiaria às 21:29
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014