Quarta-feira, 30 de Abril de 2014

 

idílios e pequenos delitos, Azul, XXXIII

 

Conheço um tipo que apanhou três anos de pena suspensa por ser demasiado organizado. O caso é o seguinte: ele organizava as suas epifanias janadas em pequenos sacos plásticos – um para cada dia – do Modelo; andava sempre, na sua mochila do Indiana Jones, com quatro doses de erva, alguns comprimidos variegados e um frasco de champô de hotel cheio de Bushmills. Parece que isto é considerado posse com intenção de distribuição, segundo o estrambótico jargão penal. Diz-se que Wallace Stevens andava sempre com poemas na sua segura mala profissional, mas nunca foi condenado por isso. É assim o mundo.

 

(Duas horas após a sentença, P. estava em casa a procurar um vídeo de snowboard que tinha visto numa dessas noites estremunhadas que tanto acontecem às pessoas de persuasão janada, e explicou-me significado último do broche no filme do Vincent Gallo.)

 

[]

despesadiaria às 15:11
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014