Sábado, 18 de Outubro de 2014

 

O elevador da glória

 

Todos os dias a mesma dança, não é por acaso que em várias linguas coreografia é sinónimo de rotina. Filas intermináveis para entrar, esperando à chuva e ao frio, desconfortáveis. Uma vez lá dentro, passamos o dia apertados, uns contra os outros, esgrimindo os cotovelos e o olhar, para subir na vida.

 

- O jogo estar viciado é a única regra que conheço. Às vezes, ainda me emociono com um ou outro malabarismo, e então aplaudo. Mas quando pergunto o resultado, a resposta é sempre a mesma: perdemos.

 

- Foda-se, não fui criado para perder!

 

No fim do dia, com os pés bem assentes na terra, para não dizer enterrados, até somos pessoas razoáveis. A possibilidade de uma linguagem de computação ser poesia ser em si mesmo poesia é o nosso único dilema existencial.

 

 

 rowrowrowtag

despesadiaria às 21:26
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014