Terça-feira, 2 de Dezembro de 2014

...

é então que o choro é o teu último refúgio

que o torpor te abocanha as entranhas

como se a carne crepitasse por entre as castanhas

 

é então que te sentas na mesa do fundo

para que não te vejam gastar um euro que seja

em copos de vinho e rodadas de cerveja

 

é então que é outono

que fumas o teu cigarro como se não inventasses as luas

nem te confortasse o desespero a que em silêncio te habituas

 

- azeite

despesadiaria às 13:17
|

.Arquivo

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014